Reflexão 49 – Complemento

O crescimento integral do ser humano, quando este começa a desvendar-se a si mesmo e desenvolver seus aspectos mentais, emocionais e espirituais, o entendimento do externo também se processa e então se pode entender, perceber, assimilar que os componentes do planeta também fazem parte integrante de nossa natureza humana.

Quando os olhos realmente começam a ver e o coração sente verdadeiramente a mente processa a importância do habitat na existência da vida humana. E a partir daí se começa a vivenciar e apreciar o contato com a natureza em sua riqueza e sua simplicidade com todo o sentido de expansão que ela representa.

É através dela que se recarrega as energias extenuadas em lidas e andanças diárias ao se deixar comover pelo canto dos pássaros, o som da água corrente soar como uma celebração e a cor das flores envolverem a alma.

Quando se toca o pé na grama ou na terra nos ligamos ao nosso complemento terreno, o planeta, de que precisamos não apenas para manter a vida do corpo físico, mas também a estabilidade emocional, a sensibilidade espiritual e a receptividade mental.

O homem isolado de seu complemento, a mãe terra, se torna um ser endurecido, estressado, que não consegue mais perceber, intuir, expandir suas potencialidades e acaba se distanciando da sua própria paz interna.

Aceitar que se é parte da criação perfeita que Deus colocou neste planeta para que o caminho de aprendizado e a trajetória de auto conhecimento e a oportunidade da ascensão espiritual se processe de forma natural e equilibrada é o primeiro grande e importante passo para concretizar o que se é no intimo: pleno da essência divina e unos com Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fico feliz por você deixar sua opinião - ela é muito importante para mim!
Muita luz e amor
mirna