Reflexão 44 - Chakras

A palavra CHAKRA é de origem sânscrita e significa roda, círculo, movimento.

Os chakras são os centros nervosos, vibratórios transformadores da freqüência energética que funcionam como canais de atuação da consciência nos planos espiritual, mental e emocional.

Estão situados ao longo da coluna vertebral que tem a função de armazenar, transformar a freqüência energética para a vibração compreendida pelos outros chakras e distribuir a energia vital (o Prana) para todas as funções do corpo.

Os chakras se dividem em três grupos – inferior, intermediário e superior, respectivamente, fisiológicos, pessoais e espirituais.

Cada chakra tem a sua característica e a densidade da sua vibração e quanto mais baixo estiver mais próximo do plano terreno é a sua função.

O primeiro e segundo chakras tem poucas pétalas ou raios e sua função é transferir ao corpo as forças do plano físico como o fogo serpentino da terra e a vitalidade do sol.

O terceiro, quarto e quinto chakras constituem o grupo intermediário e estão relacionados com as forças da personalidade concretizadas no ego, sendo que o terceiro utiliza a parte inferior do corpo astral, o quarto usa a parte superior do corpo astral e o quinto, o corpo mental.

O sexto e sétimo chakras estão relacionados ao corpo pituitário e a glândula pineal e são acionados somente quando o ser alcança certo grau de desenvolvimento espiritual.

Os sete chakras se situam ao longo do eixo vertical do canal cérebro-espinal, são formados por corrente de força e por eles flui a energia que é passada de um ao outro do corpo humano. Esta energia origina inicialmente na monada da alma e transmite-se aos planos inferiores para formar os chakras e os corpos sutis. A monada (que é a presença EU SOU, o Espírito, Deus) é expressa por três chakras – o coronário, no alto da cabeça, que expressa Vontade e Poder (a Monada); o cardíaco, no coração, que expressa Amor e Sabedoria (a Alma); e o laríngeo, na garganta, que expressa Inteligência (a Personalidade).

Esses centros energéticos atuam em todos os seres humanos mesmo para as criaturas menos evoluídas que utilizam apenas o estritamente necessário para forma um fluxo de energia mínimo. No ser humano mais evoluído eles refulgem, palpitam com vivida luz deixando passar por eles uma grande quantidade de energia e resultando para o indivíduo em crescimento de seus potenciais e faculdades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fico feliz por você deixar sua opinião - ela é muito importante para mim!
Muita luz e amor
mirna