Sai daí


Sai daí, da noite fria...
aqui tem luz e calor,
tem café quente,
tem amor.
Sai daí, do asfalto molhado,
e traz teu corpo gelado
para aqui se aquecer.
Anda,

sai desse escuro,
aqui ainda tem ar puro...
ainda se sabe amar
e é permitido sonhar!
Sai daí, desse cantinho.
Vamos! Para que esse sofrer?
Deixa a vida te viver,
deixa o instante acontecer!
Deixa a máscara cair,
volta a ser gente... e a rir!

2 comentários:

  1. Muito bonita a poesia. Parabéns.
    A paz

    ResponderExcluir
  2. Smplesmente lindo!
    Saí do meu canto e vim ao seu.
    Abraços!

    ResponderExcluir

Fico feliz por você deixar sua opinião - ela é muito importante para mim!
Muita luz e amor
mirna