Vida



































 Lembro quando te vi,
recém caída de um verde arbusto...
trazia a leveza do bem-te-vi,
planando livre no vento solto!
E no semblante, suave e firme,
um leve traço de susto.
Qual folha de erva selvagem,
trazia doce cheiro da aregem...
e no peito, tosca e serena,
a pureza se sonhos infantis...
E da noite, bela e morena,
herdou o brilho feliz!
Sonha livre no céu azul,
caminha leve na água límpida;
leva sempre consigo,
o sol como seu amigo.
E em cada ponto do espaço,
encontra uma estrela de luz,
que depois de um forte abraço,
terna e suavemente a conduz!
Saiu da terra,
viveu na fantasia
e renasceu a cada dia.
Trouxe consigo amor e esperança,
que envolveram sua lembrança!
Sorriu no alvorecer,
foi feliz até o poente...
Só não viu quem não quis ver...
quem nunca viveu realmente!

Um comentário:

  1. oi Mirna!
    Sou a Josiane, do blog Alma Amarela, estou passando pra agradecer sua visita e agradecer por ter se tornado seguidora do meu blog! Estou muito feliz por isso e voltarei mais vezes! Gostei muito do seu blog!
    Estou colocando você nos meus endereços!

    Bjos e bom final de semana!

    ResponderExcluir

Fico feliz por você deixar sua opinião - ela é muito importante para mim!
Muita luz e amor
mirna