Trajeto



 Andei por passos insólitos
buscando o uno dos mundos;
Pulei por ares inundos
buscando o quântico restrito;
Surfei em céus sólidos
buscando um quê infinito;
Olhei por luzes difusas
buscando minha face vazia;
Ouvi os sons do vácuo
gritando dentro de mim;
Concretizei em minha alma
a certeza do sem fim.
Vivi a herege e diáfana
vida dos sem caminho.
Eternizei em meu trajeto
um gesto de carinho.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fico feliz por você deixar sua opinião - ela é muito importante para mim!
Muita luz e amor
mirna