Colo


Toda criatura tem um momento em sua existência em que precisa de colo, de afago, de carinho... faz parte da consciência de nos percebermos vivos e é tão importante para o comportamento como o alimento para o físico.


O ser humano não sobrevive à indiferença, todos necessitamos ser reconhecidos, identificados, cumprimentados e valorizados, tocados, acarinhados, beijados, olhados, percebidos.


O leite materno é um toque de extremo carinho para uma criança...leite quentinho, estômago satisfeito, respiração da mãe, toque da pele... isso faz parte da saúde física e mental da criança. 


São carícias... e em busca dessas carícias que nos tornamos o melhor aluno da classe ou o pior, depende do que chamará mais a atenção, a percepção dos outros... ou ser aquele que ganha sempre, ou perde sempre; trocar de companheiro o tempo todo; ser inseguro; ser deprimido... tudo porque ficar sem atenção é parecido a morrer. Precisamos reconhecer nossa verdade... o que estamos fazendo apenas para obter carícias?


Precisamos uns dos outros, do afago, do toque,  do abraço de um irmão,  do aperto de mão de um amigo... e reconhecer isto é reconhecer  que somos gente e encaramos nossas necessidades
 e sentir nossas emoções  sem temê-las.


É mais um passo em direção  a nossa grande conquista... o nosso ser profundo que por mais que teimosamente  procuremos em todos os lugares externos que imaginarmos,
 se encontra dentro de nós.

Um comentário:

  1. Adorei ler esta crónica "Colo", porque
    traduz uma verdade dos nossos sentimentos.
    Como diz, todo o Ser humano sente a
    necessidade de ser reconhecido, ter um
    carinho, etc.

    Crónica muito realista.

    Parabéns

    Um beijo

    Alvaro Oliveira

    ResponderExcluir

Fico feliz por você deixar sua opinião - ela é muito importante para mim!
Muita luz e amor
mirna