Mãos




Mãos que afagam carinho;
Mãos que entrelaçam amor;
que acenam um adeus sozinho
e se contraem na dor.
Nervosas, ficam inquietas...
Sozinhas, abandonam-se ao colo...
Unidasoram, secretas,
Estendidas levam consolo...
em solidão se escondem,
em amizade acarinham...
e quando ao alto respondem,
se energizam... transmutam,
e, em Amor Divino... curam!


Um comentário:

  1. Sempre encontro esses poemas maravilhosos aqui postado,vc é uma pessoa muito inspirada.Obrigada por nos proporcionar textos tão belos.Abração

    ResponderExcluir

Fico feliz por você deixar sua opinião - ela é muito importante para mim!
Muita luz e amor
mirna