Desfecho


Lá fora, o frio inverno...
aqui, aconchego e calor...
a alma, em plena entrega,
se abre como uma flor.
Mas...
a porta um dia se abriu
e o frio, então, se instalou!
Lá fora, o quente verão...
aqui, o frio imperou...
a alma se recolhe em torpor
e um lacre fecha o coração!


2 comentários:

  1. Olá amiga Mirna

    poema muito bonito, repleto de sentimento,
    embora com a dor da transpozição do frio
    que havia no exterior e o calor na alma
    inverterem posições e um lacre a fechar o coração.

    Amiga o seu blog deverá apresentar algum
    problema, porque desde a manhã que tenho tentado
    acessá-lo sem obter resultado. felismente agora
    consegui.

    Um beijo

    Alvaro

    ResponderExcluir
  2. Oi Mirna, passei para conhecer seu blog. Parabéns pelos belos poemas e pela escolha das ilustrações.
    Um abraço

    ResponderExcluir

Fico feliz por você deixar sua opinião - ela é muito importante para mim!
Muita luz e amor
mirna