Entrelinhas


Nem mesmo a estrela mais linda
nem o mais sublime luar...
a natureza de riqueza infinda
podem sequer se aproximar
da suave e perfeita beleza
que emana de sua alma...
revelada em extrema nobreza
transcodificada, com calma,
qual perturbante teorema
demonstrado em meio às palavras
de um delicada poema!

3 comentários:

  1. Sempre muito bonito o que tens aqui, gosto de te visitar.
    beijos e lindo final de semana

    ResponderExcluir
  2. Mirna, um poema enxuto e que diz tão profundamente um sentimento, delicioso e apaixonante! Bjs

    ResponderExcluir
  3. Maravilhoso espaço.
    Parabéns!

    Bom final de semana.

    ResponderExcluir

Fico feliz por você deixar sua opinião - ela é muito importante para mim!
Muita luz e amor
mirna