Omissão



 Passos sempre calados
na pressa de sobreviver
levando na pele tatuadas
histórias além do querer...
Um dia a mais a viver,
em um insano fugir...
sem nem saber quem ser
nem para onde ir...
Até quando a omissão
que leva a caminhos de dor
continuará nesse chão
soterrando seu valor!


6 comentários:

  1. Ao meu querer!
    Dias noites, estações esquecidas
    Inventei sonhos para sonhar
    Lavei mágoas, dores perdidas

    Uma árvore toca as águas da lagoa
    O nevoeiro faz desenhos nas cumeeiras
    Um Melro negro solta um pio ao acaso
    A palavra quero-te diz-se de mil maneiras


    Convido-te a ver a Cor da Claridade


    Doce beijo

    ResponderExcluir
  2. Mirna, Sempre que venho ao seu blog fico surpreso com seus poemas, eles sempre me deixam melhor.

    Parabéns!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Amiga Mirna

    Lindo este poema Omissão.
    Gostei imenso.

    Passe em meu blog e receba meu Selo Comemorativo
    das 2000 visitas em meu blog.
    Desde já o meu Obrigado

    Um beijo

    Alvaro

    ResponderExcluir
  4. A omissão é pior que o erro, porque só erra quem arrisca, tenta, age...
    Sempre lindo tudo aqui!
    beijos e ótimo final de semana

    ResponderExcluir
  5. Olá.
    Visitando o seu Blog e agradecendo suas visitas à Academia da Poesia. è uma honra a sua presença.
    Visite: www.casadapoesia.ning.com
    É uma Rede Social que criei para amigos das letras. Se tiver interesse, cadastre-se.
    Abraços
    Renato Baptista

    ResponderExcluir
  6. Oi amiga. Bonito om poema. O seu blog é destaque no «Golfinho Alegre» (http://golfinhoalegre.blogspot.com). Obrigado por seguir o meu blog.
    Muito sucesso!

    Melhores cumprimentos

    ResponderExcluir

Fico feliz por você deixar sua opinião - ela é muito importante para mim!
Muita luz e amor
mirna