DECURSO


Dores tatuadas na alma...
profundas...deixadas à solta;
como se pudesse esquecer
a escura água revolta...
a pradaria sem calma...
a vida a fenecer...
Em cicatrizes eternas
marcadas no longo viver...
sem encontrar na chegada,
aquele que queria ver!
Caminho perverso... talvez...
traçado pegada a pegada;
trazendo espinhos na tez
e um coração a sofrer!
E na garganta seu grito,
trancou... e para sempre morreu...
somente um rabisco escrito
restou da história que viveu!

3 comentários:

  1. Primeira visita ao teu blog neste 2010 que ainda está nascendo.
    Venho te desejar muita inspiração, muita poesia, muito sucesso.

    Beijo ternurento

    Clau Assi

    ResponderExcluir
  2. Deus é eterno,
    o amor é eterno
    e o recomeço está sempre presente!!
    Deus Luz
    Bjs,
    Simone

    ResponderExcluir
  3. Maravilhoso teu espaço,
    quando aqui venho fico apaixonado.

    Beijo amigo

    ResponderExcluir

Fico feliz por você deixar sua opinião - ela é muito importante para mim!
Muita luz e amor
mirna