PAZ

Em brancos momentos seduz
a integridade do ser;
meticulosamente reduz
a um pleno espaço o viver...
E entre nuances de cor,
em sete vibrações se faz
o colorir do amor,
a tão desejada paz!
Silente entre silêncios,
profana entre os incréus;
lapidada em auspícios,
fugitiva de atrás dos véus...
Entra sem se anunciar
e quem tanto a deseja
não a percebe chegar!

3 comentários:

  1. "É a possibilidade que me faz continuar e não a certeza. Uma espécie de aposta da minha parte. E embora me possam chamar sonhador, louco ou qualquer outra coisa, acredito que com Deus tudo é possível..."
    Um lindo domingo e ótima semana!
    abraços

    ResponderExcluir
  2. M A R A V I L H O S O!!
    Pela paz buscamos tanto e ás vezes quand ela chega estamos intertidos na busca e não a vemos ali tranquila num cantinho esperando, né???
    Teu poema encanta pela belez e pela reflexão que nso vale muito.
    Parabéns, Mirna, amiga.
    S A U D A D O N A!!

    Beijo ternurento

    Clau Assi

    ResponderExcluir
  3. Não resisiti... deixo um letrix que acabou de me ocorrer:

    P

    A

    Zunindo, suavemente, em meus ouvidos.

    Clau Assi

    Beijos, outros

    ResponderExcluir

Fico feliz por você deixar sua opinião - ela é muito importante para mim!
Muita luz e amor
mirna