SOU


Sou seu furacão... seu pulsar...
seu terremoto sem fim...
sou quem consegue lhe abalar
e seus alicerces ruírem assim!
Sou sua incerteza mais certa,
seu querer mais renegado...
Sou a imagem concreta
no seu coração fechado!
Da sua lembrança seleta
sou quem insiste em viver...
sou sua história incompleta,
sou seu enternecer...
No duro caminho trilhado
sou quem você nunca lembrou,
pois sempre manteve guardado
que jamais esqueceu de quem sou!
Caminho, assim, do seu lado,
em visão, história, presente...
e não há lugar sustentado
vazio de mim, no seu ser existente!

Um comentário:

  1. venho devagarinho deixo poesia e um beijinho

    SOU MESMO...


    Sou mesmo...
    Da mesma terra que tu
    Da terra do chão vermelho
    Da terra batida cheirando a pó...

    Sou mesmo...
    Da mesma terra que tu
    Onde todos saltamos os rios
    Corremos a apanhar borboletas...

    Borboletas de cores lindas...
    De gafanhotos que saltavam
    Que pulavam à minha frente
    Como quem brinca às escondidas...

    E brincava na palha do café
    Apanhava bitacaias nos pés
    Comia manga, safú e goiaba
    Apenas porque...
    Sou mesmo...
    Da mesma terra que tu...

    LILI LARANJO

    ResponderExcluir

Fico feliz por você deixar sua opinião - ela é muito importante para mim!
Muita luz e amor
mirna