SUAVÍSSIMA


Sons de suaves sonatas
saídas de dedos sensíveis
se espalham pelas enluaradas
e belas paisagens visíveis...
Com delicados gestos de dança
a bailarina se move
na bruma cálida da lembrança
onde nunca a imagem morre...
Mas, num repente qualquer,
se desfaz o tempo passado;
e de volta a este viver,
o som se faz encerrado...
e a bailarina jazia
junto ao piano abandonado...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fico feliz por você deixar sua opinião - ela é muito importante para mim!
Muita luz e amor
mirna