Tristeza


 
Tristeza que chega escondida,
pé ante pé pela vida...
se aloja sem ser convidada,
e fica... serena, calada.
Tristeza que viaja só,
nem avisa sua chegada...
é passageira do vento,
e fica... sutilmente alojada.
Tristeza,
sem foco, sem rosto...
sem sequer identidade;
chega, e sem crueldade,
fica, tranquila, em seu posto.
Tristeza, é hora de ir...
chegou sua vez de partir...
sei que breve voltará,
e sutil, serena... ficará!

3 comentários:

Fico feliz por você deixar sua opinião - ela é muito importante para mim!
Muita luz e amor
mirna