Marcadores

Mostrando postagens com marcador DESABAFOS. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador DESABAFOS. Mostrar todas as postagens

DESCOBERTA




Descobri que não vivi... 
Por não ter tocado tua vibração, 
Não ter entendido tua beleza... 
Não ter tocado a tua mão. 
Descobri que não vivi... 
Enquanto teu amor não entendi, 
Teus caminhos não percebi, 
Tua face em mim não acalentei. 
Descobri porque vivi... 
Quando em teu amor me fiz inteira; 
Em tua vontade me vi crescer 
E em tua vida floriu minha roseira!

VISÃO



Um mar languido e belo, 
envolto em luz a flutuar... 
Ignorando o singelo 
e tênue adeus do luar. 
Criando beleza sem igual, 
invadindo as sombras, 
traçando com arte tal 
inesquecíveis contrastes 
do último nascer do sol!

PINTURA


Pintando as cores do espaço 
Com tintas plenas de luz; 
Encontro em um abraço, 
Tanta vida,tanta paz!... 
Manchando as mãos com a cor; 
Unindo estrelas em laço; 
Criando como quem faz 
Universos cheios de amor!

LUZES

 


Minha luz encontra a luz
vinda de dentro de ti...
Tua luz envolve a luz
que vibra dentro de mim...
E, juntas,numa grande luz
espanta o escuro de nós!

NUNCA ESQUEÇA



Nunca esqueça 
que foi voce que apagou a lua,
 fechou as estrelas 
e deixou sua noite escura.
Nunca esqueça 
que seus passos marcados
nunca serão lembrados 
e se perderão na rua.
Nunca esqueça 
que se não acender o sol
não verá em seu caminho 
a beleza do arrebol.

COMO?



Em cada canto escondido;
cada cheiro esquecido;
lá voce está! 
Assim, quase sem saída,
perambulando na vida, 
continuo a te amar! 
Fugir só me leva para perto
e ficar não é esperto;
como então suportar?

QUERO



Quero... 
dizer-te da secura 
da boca que busca a tua; 
Quero...
falar-te da ternura 
do amor que me deixa nua; 
Quero... 
sentir toda a candura 
que o tempo não atenua!

TANTO



Tanto a escrever... 
e as palavras nunca escritas
no branco do papel vazio. 
Tanto a ver... 
e as formas nunca percebidas 
no branco das nuvens do céu. 
Tanto a entender... 
e o nexo nunca encontrado 
no branco olhar da neve
projetando-se ao léu... 
Tanto a percorrer...
 e os passos nunca ouvidos 
 sob o branco luar vadio!

SAUDADES



Trazida por asas transparentes,
tomando conta do espaço,
chegam as saudades ausentes, 
assim, juntas, em único pulsar!
Regando todo o cansaço
com pirilampos da luz 
que vem de lá, de tão longe,
do jeito que encanta e seduz 
contido no teu olhar!

ZELO



Eu falei...
que não suportaria mais dor;
que a cicatriz queimada
a fogo por um amor
se tocada,
sangraria meu coração...
Então, pedi...
que tivesse cuidado
com uma vida machucada,
com um coração amassado,
medroso da vida na estrada!
Digo, assim, agora...
siga o caminho da hora
e deixe para trás, a curar,
esse coração que chora
e ainda se esconde de amar!

VOCE



Ei, você!
Você, aí!...
Você que grita, reclama da sorte,
mas nunca arriscou a vida
ou esteve perto da morte.

Você, sim...
Você que não chora
para não ver sua pose no chão,
Você, que esqueceu o que seja uma canção!

Você, que nem lembra da franqueza,
que faz caridade para aparentar nobreza.
Você, o robô enferrujado que se imagina gente,
O autômato gelado que infesta o presente.

Você, que pensa, age,
segundo um cálculo seguro;
Você... que não tropeça no escuro.

É, você mesmo...
Anda, ri da humanidade,
mostre sua piedade...

Você, que manipula o riso,
Mas não entendeu que sobre este piso,
Você é o palhaço de verdade!

SIMPLESMENTE



Foi assim, simplesmente...
como o nascer do sol;
como viver serenamente;
como ser sem bloqueios...
Foi assim, simplesmente..
que me vi em tuas mãos,
que me senti um universo,
e me expandi em tua luz...
Assim...simplesmente!

PURA POESIA



Entrelinhas instigantes...
Uma descoberta a cada verso;
rimas sempre vibrantes
em um poema controverso;
novo a cada palavra
e de tão antigo conhecer...
Você é a pura poesia
que nunca canso de ler!

SURREAL



A luz surreal do luar
inunda ruas sem fim,
alaga marcas de passos,
escorre nas sombras, devagar...
Segue sons de sapatos....
desnuda formas, suavemente,
de paisagens decantadas...
E sai, timidamente,
criando uma imagem irreal...
mundos de vidas marcadas,
de uma beleza sem igual.

INTROSPECÇÃO



Entre o pastel das cores
de imagens tão distantes
que permeiam tantas dores...
vidas contidas em instantes.
Libertas pelo viver,
pelo trajeto e a ação,
e pela coragem de ver
muito além da equação.
Transcritos seres serenos,
conscientes pelo aprender...

EMERGIR



Emergindo...
de um céu indescritível;
trazendo a alma refeita
e em cada átomo sensível,
a luz brota , perfeita!
Superando o físico e o denso,
Transmutando-o em estrelas, enfim...
renascendo em um intenso
vibrar de universos, sim!
Eis que se encontram, afinal,
o primaz e o inconsciente,
numa fusão sem igual
da origem e do presente!

SILENCIOS


Silencios pairam no ar...
antes do sol morrer,
antes de se ouvir o troar,
antes que se possa ver.
Silencios pairam no ar...
calando vozes e bocas,
escondendo o olhar,
gerando ideias loucas.
Silencios pairam no ar...
depois de todo vendaval,
depois de todo chorar...
um novo inicio, afinal.

BRISA


Suave, insistente, instigante,
vinda de todo lugar
beijando a água, cativante;
brisa com cheiro de mar.
Açoita faces desnudas
com um toque singular,
acariciando bocas mudas;
brisa com cheiro de voar.
Envolve corpos dolentes
levando-os para outro vibrar,
ultrapassa portais tangentes
direto para a dimensão amar.

ESBOCOS DE AMOR


Nos esboços de um momento único;
nos traços de uma luz intensa;
rabiscos de amor platônico
em contornos de amor suspensa.
Desenhos feitos a mão
criados na alma sentida,
guardados no coração;
contornos de amor e vida.
E as cores feitas de sons
completam as formas visíveis
com raros e belos tons;
contornos de amor perceptíveis!

AUTOR


Misturar cores infindas
nas telas em branco da vida;
e em palavras do viver advindas
pintar em expressão colorida...
Unir os sons do universo
criando sua própria música
com todo o intenso do verso
que a torna uma obra única;
Se afastar do coral,
conhecer a sua voz
ecoando no mundo ao redor...
Saber que sempre, afinal,
você, de si mesmo é o autor.