AFORTUNADOS



Éramos nós dois, tão somente...
sob um céu de azul sem par
caindo num mar de tão belo matiz.
E sob o brilho conivente
das estrelas, luzindo num vibrar,
vivemos,assim, sem limites...
sem trevas...sem medos...
no pleno conceito de ser feliz!
Somos dois, tão longe, de repente...
tão sós...ao lado um do outro,
embora o céu, belo e silente,
ainda se debruce sobre o mar!
E o brilho das estrelas, vivamente,
nos mostre que somos afortunados
por vivenciar tão verdadeiro amar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fico feliz por você deixar sua opinião - ela é muito importante para mim!
Muita luz e amor
mirna