TANTO



Tanto a escrever... 
e as palavras nunca escritas
no branco do papel vazio. 
Tanto a ver... 
e as formas nunca percebidas 
no branco das nuvens do céu. 
Tanto a entender... 
e o nexo nunca encontrado 
no branco olhar da neve
projetando-se ao léu... 
Tanto a percorrer...
 e os passos nunca ouvidos 
 sob o branco luar vadio!

4 comentários:

  1. Que saudade!!!
    Está linda a página, deixo um beijinho e um grandeeeee abraço fraternal.
    Nicinha

    ResponderExcluir
  2. Anos volvidos , assisti às tuas primeiras ( ? ) rimas, continuo , e cada vez mais , a gostar do que brota da tua alma . Algumas são gritos , outras afagos , carícias .Tive o prazer de ter fotos por mim tiradas servirem de fundo á tua sensibilidade .Obrigado pelo prazer que me dás em te ler , em te sentir . Beijo

    ResponderExcluir

Fico feliz por você deixar sua opinião - ela é muito importante para mim!
Muita luz e amor
mirna