Resistência


 
E veio o vento,
sem nenhum alento,
carregado de tormento!
E caiu a neve,
nem um pouco leve,
cortante como vidro que quebre.
E veio a chuva,
não suave e marcada,
mas endiabrada!

E veio o sol,
não gracioso como o arrebol,
mas ardiloso como um anzol!
E vieram os dias,
não cheios de horas macias,
mas carregados de atrofias!
E surgiram tormentas,
ruidosas... sedentas,
e os relâmpagos correndo caça,
qual antropófagos.
E tudo escureceu,
muita coisa sofreu,
mas nosso amor não morreu!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fico feliz por você deixar sua opinião - ela é muito importante para mim!
Muita luz e amor
mirna