Existir




Quando escuto os sons do silêncio,
te encontro no espaço eterno,
entre o ser e o viver...
te vejo etéreo - resultado insano
de meu estar no vácuo do não existir!
Mas nesse tempo, nesse espaço,
nessa ausência de sons,
restam o toque suave de nossas almas
e as luminosas cores de nosso amor...
eterno, vibrante, necessário!
Amor que ultrapassa limites,
existências, dores, subterfúgios...
e se realiza no simples e singelo sentido de existir!

Um comentário:

  1. Venho Passar e dizer que Gostei de ver no meu Blogg.
    É o meu cantinho e deixo com carinho...



    POETA
    Ser poeta…
    É ser louco…
    É ser sonhador…
    É saber dar…

    Dar e dar-se…
    Na poesia…
    Na vida…
    No mundo…
    E saber que o seu poema…

    Foi lido…
    Foi sentido…
    E, foi tantas vezes… partilhado!...

    Partilhado…
    Com dor…
    Com alegria…
    Com amor…

    E o poeta sente…
    Que o que fez…
    Não foi para si|…
    Foi para o mundo…

    E nessa partilha…
    Entende que não mais…
    Voltará a estar só!...


    Lili Laranjo

    ResponderExcluir

Fico feliz por você deixar sua opinião - ela é muito importante para mim!
Muita luz e amor
mirna